o ceifador

O Ceifador: Um ótimo exemplo de distopia

A Editora Seguinte, do Grupo Companhia das Letras, nos deu a honra de conhecer o lançamento O Ceifador, de Neal Shusterman, ainda em prova para divulgação. A obra foi publicada em novembro do ano passado nos Estados Unidos e chega poucos meses depois no Brasil, mais precisamente no dia 17 de abril de 2017. Está na hora dos viciados em Distopias conhecerem a série Scythe que fará vocês devorarem o livro em poucos dias.

Em o Ceifador, a humanidade já venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, corrupção eunnamed a morte. Após desenvolverem sistemas e tecnologias capazes de tornar o ser humano em imortal, eles se deparam com a necessidade de controlar o número populacional, é nesse momento que entram os Ceifadores.

Os Ceifadores são humanos responsáveis por coletar a vida das pessoas (ou seja, matar), eles são escolhidos através de um treinamento árduo e selecionados anualmente no Conclave invernal. Porém, Cintra e Rowan foram escolhidos como aprendizes de ceifador, sem mesmo ter o desejo de desempenhar o cargo. Os dois adolescentes terão que dominar a arte da coleta em poucos meses, se falharem ou a relação ultrapassar o limite da amizade, poderão colocar as próprias vidas em risco.

Se pedissem para eu definir o livro em apenas uma palavra, eu diria viciante. Neal Shusterman consegue por meio de sua narrativa nos colocar dentro da história e sentir como se de fato vivêssemos na distopia criada. O Ceifador é aquele tipo de obra que além de te prender enquanto lê, faz com que você se pegue pensando na história nas horas vagas. Ou seja, é aquele livro que dá um vazio quando acaba.

Como qualquer boa distopia, podemos tirar boas reflexões da história, o livro faz a gente refletir sobre a morte e o comportamento humano. Pensar que mesmo se corrigíssemos todos os defeitos aparentes da sociedade, ainda teremos que lidar com o ser humano e seu modo de pensar complexo.

O ponto alto do livro são os plot twists (reviravoltas) que acontecem, em um momento tudo está fluindo para o desfecho e repentinamente acontece algo inesperado. Isso acontece tantas  vezes que faz com que você não consiga parar de ler. Talvez você pense que as reviravoltas possam ser um pouco cansativas, mas está longe disso. O Ceifador é um livro surpreendente e de tirar o fôlego.

Para atiçar ainda mais a ansiedade, os direitos de adaptação já foram comprados pela Universal Studios. Após ficar onze semanas na lista mais vendidos do New York Times, O Ceifador ganhou menção honrosa do Printz Award, a mais importante premiação da literatura juvenil dos EUA, e escolhido como um dos 10 melhores livros juvenis de 2016 pela American Library Association. Precisa de mais motivos para ler?

Ao ver a sinopse  já imaginava que O Ceifador iria me conquistar, mas jamais poderia imaginar que iria gostar tanto desta realidade criada por Neal Shusterman. Passo horas e horas pensando em como seria viver desta forma e espero ansiosamente pela continuação. O Ceifador é indicado para todos que apreciam uma distopia bem produzida e estruturada, mas não deixa de ser uma bela porta de entrada para quem quer se aventurar em histórias distópicas.

 

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *